Beleza Física

Quantos vocês há em você?

Quantos vocês há em você?

Quantos “vocês” há em você?

 

Já se perguntou quantos “vocês” há em você?  Quem nunca percebeu suas múltiplas projeções? Navegamos por estados de consciência o tempo todo. Dependendo de onde e com quem estamos modificamos nosso comportamento para a perfeita adaptação e comunicação. As emoções são molas mestras desse trânsito e podem nos levar, ora rio acima, ora rio abaixo. Os pensamentos também não ficam atrás e pegam carona nessa viagem. Durante um dia experimentamos pelo menos 12 tipos diferentes de emoções que, multiplicadas pelo tipo de ambiente e pensamento subsequente, resultam em inúmeros “vocês”.  A política da boa vizinhança deve ser considerada e fazer alianças significa visar ganhos para ambos os lados. Saber navegar entre mundos e pessoas é um dom. Relacionar-se é arte em um sentido mais técnico do que abstrato. Não estou falando de caráter, muito menos de valores. O que está em evidência são as negociações e a parte de você, no meio de tantos “vocês”, que se sobressai e vem à tona em cada momento.

[xyz-ihs snippet=”Beleza-Espiritual”]

 

Muitos chamam isso de inteligência emocional, outros de processo de adaptabilidade e existem aqueles que simplesmente chamam de relação empática. De qualquer maneira, não deixa de ser um processo mediúnico e, como tal, pode ser desenvolvido e aprimorado. Ao penetrar na frequência energética de uma pessoa sempre buscamos a afinidade.

 

Todo mundo busca o igual ou a projeção do que gostaria de ser.  Em outras palavras: queremos estar perto de pessoas que tenham interesses afins e admiramos àquelas que possuem as qualidades que gostaríamos de ter.  Quando há esse reconhecimento surge um “você” empático estabelecendo uma conexão e provável troca. O número de “vocês” existente dentro de você determinará o quão fácil e natural a empatia ocorrerá.

[xyz-ihs snippet=”Beleza-Espiritual”]

 

Saber permear vários mundos, mentes e corações faz de você uma pessoa com mais chances de desenvolver amizades e relacionamentos. A chave desse processo ou o ‘pulo do gato’ é simples e único: saber quem se é. Dessa forma você poderá se dissolver e visitar várias realidades e sempre voltar para o centro. Seus “vocês” te ajudarão no processo de autoconhecimento recolhendo informações em cada fragmentação e assimilando somente aquilo que já era seu desde o início. Os outros são peças do seu próprio quebra-cabeça. Eles são seus guias dialogando internamente com você e externamente com as pessoas que cruzam a sua vida. E embora muitos não percebam conscientemente, esse processo é real, necessário e totalmente você.

 

Dricca Rhiel                                                                                              

Jornalista e Facilitadora em Desenvolvimento Pessoal com abordagem Metafísica/Espiritual                                             Instrutora do Método Arte da Cura – a cura como tecnologia da consciência.                                                              Leitora de Oráculos

driccarhiel@gmail.com

www.driccarhiel.com

tel: 11-947577374

 

[xyz-ihs snippet=”Beleza-Espiritual”]

 

Beleza Física

More in Beleza Física