Beleza Emocional

Preconceito Contra a Mulher: Ainda Duvida que Existe?

Preconceito Contra a Mulher: Ainda Duvida que Existe?

Uma amiga me pediu para escrever sobre PRECONCEITO CONTRA A MULHER, disse que iria tentar colocar em palavras. Por onde começar, nada melhor pelos preconceitos que enfrentei na vida. Filha de uma tradicional família mineira, a segunda de uma família de 6 irmãos. Épocas de grandes mudanças, fui crescendo, morava na cidade porém sempre ia para fazenda dos meus avôs maternos e essa convivência familiar já era preconceituosa, os meninos podiam tudo, as meninas não, deveriam ser submissas, educadas, comportadas e ali naquele ambiente rural eu já demostrava a minha rebeldia, já começava a demonstrar minha insatisfação com as regras da sociedade. Sempre diziam “mulher ‘foi feita para casar e ser mãe, no máximo professora, porém eu queria muito mais que isto, mal sabia que iria enfrentar outros preconceitos, a separação dos meus pais, coisa inconcebível naquela época, final da década de 60.

[do action=”osegredodascincobelezas”/]

Tivemos que mudar para uma cidade pequena onde meu tio era uma autoridade, para que minha família não sofresse maiores preconceitos, porém minha mãe era e é uma mulher de muita dignidade, apesar de tudo manteve a família unida. Imaginam os preconceitos que sofremos, filha de pais separados! Fui estudar no colégio de irmãs, onde tudo era politicamente correto, porém já demostrava que não aceitava tudo como era, com o tempo fui mostrando muita personalidade, porém quando passei para o segundo grau havia duas opções estudar para professora ou contabilidade. Queria fazer contabilidade porém não me foi permitido, tive que fazer o normal (que para mim não era normal). E a vida continuava, mudamos para uma cidade maior e com 18 anos comecei a trabalhar em um banco, talvez a primeira mulher da família que não iria exercer a profissão de professora.

 

Porém o mundo profissional, final dos anos 70, também não era favorável a mulher, os homens achavam que podiam nos assediar, que deveríamos aceitar as ordens quietas e submissas, porém eu não acatava e iniciava a minha luta para ter mais liberdade e direitos como uma profissional que batalhava com garra e atitude, não foi fácil, porém consegui o meu lugar no mundo e me tornei uma pessoa respeitada e naquele meu primeiro emprego eu me aposentei.

 

Apesar de tantas mudanças e avanços no mundo eu vejo que as mulheres ainda sofrem preconceitos, se são bonitas, os homens acham que podem assediar, comprar seus valores e muitas outras coisas, se não são belas ou não estão dentro dos padrões que a sociedade acha politicamente correto, são discriminadas por causa da aparência, da cor, pelo modo de vestir, até pelo lugar onde moram, se na zona sul ou não, pelo modo de falar, de expressar, tudo pode virar motivo de preconceito.

 

E hoje na casa dos meus 50 anos ainda vejo preconceitos contra as mulheres, principalmente as solteiras, isto afeta qualquer classe, eu sinceramente não ligo, sou bem resolvida neste aspecto, porém vejo mulheres que sofrem por isto, aliás a sociedade é preconceituosa quanto a mulher solteira, se alguém pergunta seu estado civil e você diz que é solteira e não tem filhos, espanto geral, como você nunca casou! Nunca teve um companheiro! Lógico que tivemos relacionamentos, porém muitas preferem ficar sozinhas, de modo geral o preconceito contra a mulher afeta a todas. Vemos reportagens sobre preconceitos em outros países, em outros continentes e esquecemos que aqui no nosso país o preconceito ainda impera, a nossa sociedade ainda é machista e muitas manifestações das feministas extrapolam a liberdade, o que era para ser considerado com algo que ainda precisa de mudanças passa a ser considerado ofensivo aos olhos da sociedade e é verdade , temos que lutar para acabar com O PRECONCEITO CONTRA AS MULHERES, porém com consciência do que é certo , do que é correto, do que é normal , com responsabilidade , seriedade e liberdade consciente.

 

Autora: Bárbara Araújo Elias.

 

[do action=”banner3000″/]

Beleza Emocional

More in Beleza Emocional