Beleza Espiritual

O Que é Sensibilidade Extra?

O Que é Sensibilidade Extra?

 

A percepção extra-sensorial é a habilidade que certas pessoas têm em perceber fenômenos além dos sentidos categorizados como triviais.  Essas pessoas são chamadas de sensitivas, intuitivas ou médiuns.  Na verdade, o que ocorre é que possuímos todos os sentidos externos (olfato, paladar, visão, tato e audição) internamente também.  Um sensitivo pode, ao se aproximar de alguém, sentir aromas que não são perceptíveis a mais ninguém no ambiente e os diferentes aromas dizem respeito ao estado vibracional que aquela pessoa se encontra no momento. Ou ele pode, ao tocar em uma pessoa, sentir as mesmas coisas que esta pessoa está sentindo.  Também é bastante comum aparecer imagens relacionadas à vida da pessoa com quem o sensitivo está mantendo uma conversa.

 

Enfim, todos esses recursos sensoriais são percebidos de forma introjetada, ou seja, através dos sentidos internos. Dependendo da capacidade e desenvolvimento do sensitivo essas percepções são tão fortes que parecem realmente pertencentes ao plano físico. A partir daí, a mente abstrata interpreta de maneira associativa para ser verbalizada conforme o que o sensitivo tem em sua biblioteca ou bagagem pessoal.

[do action=”sua-missao”/]

Dessa maneira, o hábito dos estudos paralelamente a capacidade mediúnica é de suma importância. Nem sempre o que chega para o sensitivo nesse casamento de sons, imagens e aromas faz muito sentido em um primeiro momento.  Porém, a habilidade cognitiva desenvolvida por ele faz com que as palavras pulem de sua boca antes mesmo de passar pelo território da razão. É como falar outro idioma. Aprendemos vocabulário, gramática e expressões, então depois de um tempo de estudo a fluência vem e se integra a nova realidade. Não há mais necessidade de pensar, pois tudo será traduzido automaticamente. Assim, acontece com as percepções extra-sensoriais.

 

Além dos cinco sentidos tradicionais mencionados anteriormente, também existem outras sensibilidades extras que muitos possuem e podem desenvolver.  Uma delas é inerente ao nosso aspecto animal e muito presente nas mulheres: o instinto.  Este é o mais primitivo dos sentidos e é base de todos os outros.  Quem já não ouviu falar sobre o instinto materno e seus atributos? Ou de alguém que ao sair de casa atrasado e acabou escapando de um acidente?  Ou de queimações no estômago, dores nas costas, tonturas e formigamentos antes de um acontecimento ruim?

 

O instinto é normalmente um sentido de defesa para si mesmo ou para um ente querido.  Entretanto, há mais um tipo de sensibilidade que está acima de todas as outras: a intuição. Nesse caso, é simplesmente um “feeling”. A intuição é uma percepção bem mais sutil que as outras. Ela não causa mal estar. Trata-se de um palpite certeiro, um vento que sopra dentro da cabeça anunciando respostas.  Muita gente, infelizmente, ignora esse chamado e as lamentações de arrependimento são frequentes. A boa notícia é que a percepção extra-sensorial é para todos. Lógico que sempre existirá um sentido interno mais apurado que os outros em cada indivíduo, mas com prática e dedicação pode-se chegar a resultados surpreendentes. Vale a pena investir!

Dricca Rhiel

Jornalista e Facilitadora em Desenvolvimento Pessoal com abordagem Metafísica/Espiritual Instrutora do Método Arte da Cura – a cura como tecnologia da consciência.

[do action=”capturaebook”/]

Beleza Espiritual

More in Beleza Espiritual